As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Portugal é nosso [parte 2 de 4] "NÃO HÁ NADA P'RA NINGUÉM?"


Destaco este blogue, porque quero e me apetece, acho-lhe piada, e por isso destaco-o aqui. http://correrdovento.blogspot.com/ já sabem é só clicar em cima.
Caros Bloguistas Militantes
Bonjour ou seja Bom Dia em Francês
Nota: Este Post por ser extenso vai foi dividido em 4, esta é a segunda parte a próxima parte sai daqui a 2 dias.
Na continuação do post anterior, dizíamos nós que:As profissões de Doutores, Engenheiros ou Arquitectos, são só para alguns..
Portugal é um país com manias de snobismo, cheio de gente bem “ …sei lá… está a ver rica…” por isso continuamos a teimar, ao contrário do que se faz nos países civilizados, a chamar os ditos cujos pelo título Dr; Eng; Arq; quando no fundo a maioria não passa de Licenciados.
Enfim sinais da nossa desorientação intelectual.A triagem que as Ordens fazem na entrada de profissionais para a sua corporação, é a demonstração inequívoca que estas são corporativistas e elitistas.
Com esse comportamento as Ordens prejudicam a nossa sociedade, mas como são dirigidas por Dr's, Eng's ou Arq's, NÓS O POVO andamos calados.
Analisando mais profundamente vemos que por trás destas atitudes encontramos uma mistura de interesses públicos e privados.
Os interesses públicos permitem e aceitam que impunemente essa triagem "deliberada" com o falso argumento de profissionais a mais, seja utilizada e tomada como verdade absoluta.
O exemplo dos Advogados e da sua Ordem, que há muito influenciam internamente os interesses públicos.
Ao mascarem a situação com argumentos falaciosos, por omissão permitem as manobras que os sucessivos governos fizeram em relação à Justiça.
Ou seja uma mão lava a outra e as duas lavam a cara.

É por isso, que os Advogados, que tem como responsabilidade inerente à sua profissão a denúncia permanente dos “males” que infligem a sociedade, e deveriam fazê-lo com veemência, a maioria deles anda de bico calado, nem ousa piar contra o sistema.E bem o deveriam fazer, pois algumas dessas manobras governamentais foram bem graves e a todos colectivamente prejudicaram.
Temos o exemplo flagrante de dificultar a NÓS O POVO o acesso à justiça, taxando os processos com custas absurdas... coisa nunca vista nem no tempo de Roma dos Imperadores.

Afastam-nos assim, NÓS O POVO, da terceira parte da integrante da Trilogia de Montesquieu da Separação dos Poderes do Estado.
O nosso Estado que é uma República Democrática; onde a Democracia emana de NÓS O POVO. A Trilogia da Separação de poderes faz parte integrante deste sistema Democrático. Ao afastá-lo deliberadamente de NÓS O POVO, estão a afastar a distanciar-nos ainda mais da Democracia. Estas atitudes sucessivas dos governos, sejam eles de Esquerda ou de Direita, que tem a complacência e o beneplácito da O.A., mascaram o que não fizeram e sempre prometeram, ou seja, uma verdadeira reforma na justiça.
Se a tivessem feito, teríamos uma justiça para todos, se a tivessem feito teríamos uma Democracia mais próximo do pleno.
Mas não, tal como agora só temos uma justiça para os mais ricos e isso beneficia o Estado e a O.A. ou melhor os grandes escritórios.
Sendo a justiça para os mais ricos, a Democracia é só para alguns.
Assim tocam exactamente no ponto em que o Estado e os grandes escritórios que manobram o poder legislativo querem, (quando falo dos grandes escritórios, refiro-me também aos lobbies de interesses e influentes de outras profissões), que é beneficiar os interesses privados.

Os grandes escritórios, os grandes interesses, só querem clientes ricos.
Esses é que valem a pena, esses é que dão dinheiro no final do processo, esses é que fazem enriquecer os grandes escritórios.
Com todos os outros possíveis clientes, os que não tem dinheiro ou pouco dinheiro é sempre uma incógnita.
São pequenos os seus interesses, são ínfimas as suas causas aos olhos dos grandes escritórios, e no final das contendas não irão lucrar muito com isso, porque ou não tem dinheiro para pagar ou tem apoio judiciário.
Apoio judiciário esse, para NÓS O POVO é cada vez mais é difícil de obter, levando mesmo os cidadãos a desistir das suas causas e que ironicamente muitas das vezes contra as grandes corporações; Grandes corporações essas que fizeram regras, contratos e regulamentos feitos pelos grandes escritórios de advogados, que como sempre blindam esses contratos contra tudo e contra todos, não directamente nos contratos mas na elaboração das leis que os protegem. Resumindo: A justiça aqui não tem, nem nunca teve lugar. Os grandes escritórios é isso que querem, agora NÓS O POVO, se conseguirmos chegar á justiça e ganhar já vamos com muita sorte.

Passez une bonne journée ou seja passe um Bom Dia em Francês [fim da parte 2 de 4 continua depois de amanhã]

Não há nada pra ninguem - Mário Mata
E Vamos embora Manel !!!
E não há fumos pra ninguém
Não há mulheres pa ninguém
Não há homens pra ninguém
Não há nada pra ninguém
Certo dia em Lagos ao passar de caminho
Para o Parque de Campismo gritei ‘Ai Toninho !!!
E Qual não era o meu espanto
E Que ao meu lado direito
E Julgava estar a ver mal
E Belisquei-me, estava feito
Um Parque de Campismo
Especial de Corrida para os Senhores Militares, é inacreditavel !!!
refrão
Em Lagos não há Piscinas,
Parques Culturais
E todas as tentativas são cortadas pelos tais
Se dormires na praia,
vem o Cabo do Mar
Se cantares na rua
à Esquadra vais cantar (o Vira)
Bate baixo a bolinha
bate bate pianinho
se por cá queres andar
Que a Judite anda doidinha
por te pôr a pata em cima
e por te agarrar
E lá não há…
lá não há…
refrão
Se jogam contigo, joga duro com eles
Se te batem de forte,
dá-lhes mais forte ainda
E aplica-lhes a táctica,
do papel higiénico
Rasga por todos os lados,
menos pelo picotado
Joga-lhes na mesma moeda,
Meio tostão furado
e uma volta ao bilhar grande
Paga-lhes na mesma moeda,
meio tostão furado
e uma volta ao bilhar grande.
ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS NÃO HÁ? A BRIGADA É DO POVO E O POVO É DA BRIGADA...MAI NADA.

Sem comentários: