As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Para melhor, está bem, está bem...Para pior já basta assim?

CAROS BLOGUISTAS MILITANTES
Encontrei no Youtube, boa música Portuguesa... bem isto é subjectivo, pois gostos não se discutem...
Encontrei esta Chula, que eu já conhecia há muito tempo, mas é sempre bom ouvir e recordar...
Esta chula é intemporal... e particularmente aplicável a estes tempos de crise.
Os versos dizem quase tudo, mas queria só deixar algumas ideias que me foram ocorrendo à medida que ia ouvindo os versos da chula.
O primeiro verso fez-me lembrar as campanhas eleitorais... nestas últimas semanas, e naquelas que se vão seguir, muitas trocas de olhos "lindas" os políticos nos vão fazer.

Mas eu não lhes ligo nenhum... porque "Para melhor está bem , está bem... porque para pior já basta assim"

No segundo verso, duas ideias me ocorreram... não trabalho por gosto, não ganho o que devo e por isso só sei de cansaços...
Ao contrário de alguns que são nomeados para bancos, dizem que não sabem o que assinam e ganham salários pornográficos...
A segunda ideia... tenho a chula no meu corpo (leia-se a vontade que isto não fique assim), mas como tenho o Vira nos meus braços... o melhor é pirar-.me daqui para fora porque... "Para melhor está bem , está bem... porque para pior já basta assim"

No terceiro verso ... "às quatro é de noite, ai às quatro é de noite
E às cinco é de dia, e às cinco é de dia" tão bem sabem isto os Portugueses, que não conseguem dormir descansados a pensar naquilo que não ganham e naquilo que tem de pagar e a pensar que tem de ser pirar daqui para fora porque... "Para melhor está bem , está bem... porque para pior já basta assim"

No quarto verso... é uma boa interrogação, para as terras, para os bancos, para as empresas... quando é que mudamos para empresários com visão de futuro, com iniciativa e com respeito pelo social... aqui não está nada bem... e assim não basta.

No quinto verso... Voltamos aos políticos... eles dizem que gostam de nós, mas o gosto deles é só engano... só se servem de nós para se beneficiarem a eles e aos amigos, e aumentam impostos, diminuem os benefícios, cortam os nossos salários como tesoura no pano... daqui só para melhor...porque não basta assim.

No sexto verso é a materialização do "tirem-me deste filme", porque para melhor está bem , está bem... e para melhor só fora daqui....
E há tanto mundo bom, para nós irmos....



Chula - Composição: Tradicional (Adaptação de Fausto e Sérgio Godinho)
1
Ai que linda troca de olhos, ai que linda troca de olhos
Fizeram-me agora ali, fizeram-me agora ali
Trocaram-se os olhos pretos, trocaram-se os olhos pretos
Por uns outros que eu bem vi, por uns outros que eu bem vi

Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
2
Tenho a chula no meu corpo, tenho a chula no meu corpo
Tenho o vira nos meus braços, tenho o vira nos meus braços
Quando eu trabalhar por gosto, quando eu trabalhar por gosto
Nem vou saber de cansaços, nem vou saber de cansaços

Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
3
Meu amor não me falou, meu amor não me falou
Fez-me linda companhia, fez-me linda companhia
Ai às quatro é de noite, ai às quatro é de noite
E às cinco é de dia, e às cinco é de dia

Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
4
Dizem que é da justiça, dizem que é da justiça,
De dar o seu ao seu dono, de dar o seu ao seu dono
Mas porque entregar terras, mas porque entregar terras
A quem as deixa ao abandono, a quem as deixa ao abandono

Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
5
Dizes que gostas de mim, dizes que gostas de mim
O teu gosto é só um engano, o teu gosto é só um engano
Tu cortas na minha vida, tu cortas na minha vida
Como a tesoura no pano, como a tesoura no pano

Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
6
Não tenho cama nem casa, não tenho cama nem casa
Ando por quatro caminhos, ando por quatro caminhos
Dois que cheiram mal se vêm, dois que cheiram mal se vêm
Outros dois com mais cheirinho, outros dois com mais cheirinho

Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim
Para melhor está bem, está bem, para pior já basta assim

ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS, NÃO HÁ? VAMOS PARA MELHOR ...PORQUE NÃO BASTA ASSIM... VAMOS?

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Sopram no iogurte os que se queimaram na sopa versão II

Caros Bloguistas Militantes,
Este Post foi colocado propositadamente no primeiro dia deste Ano de 2009.
A mensagem, para mim, é importante, e hoje reforço-a fazendo-lhe alguns ajustes.
Estamos a 2 dias do Solstício de JUNHO, é neste Solstício que os dias mudam na TERRA, começam a tornar-se mais pequenos, a noite vai ganhando ao dia no hemisfério Norte, é um recomeço de um ciclo, de um novo ciclo, sempre renovado.
O nosso Planeta e as nossas acções sobre o Planeta e a consequência dessas mesmas acções sobre o Planeta e sobre todos os que nele vivem, deve merecer uma continuada reflexão.
Dentro de 2 dias, no dia 21 de Junho, devemos dar (ainda) mais atenção ao Planeta de todos nós.
A nossa consciência Ambiental tem de despertar.
Parafraseando John Milton, no seu livro "Paraíso Perdido"-
"Não acuses a natureza, pois ela fez a sua parte. Agora faz tu a tua".
Andamos preocupados, andamos muito preocupados, com o nosso Planeta.
Á medida que os anos passam e os séculos avançam, vamos verificando que o Ecossistema está a dar de si.
Tudo na vida tem um princípio e tem um fim, mas conta muito o que nós fizemos pelo meio... e acelerámos o processo... e muito, acelerámos o que ecológicamente nos está a acontecer.
Agora andamos preocupados.
É bem verdade, o que alguém (que não sei precisar) escreveu
"sopram no iogurte os que se queimaram na sopa"
Assim estamos nós.
Ficarmos parados de braços cruzados, porque sempre foi assim e sempre há-de ser, não é uma atitude de um ser humano pensante... mais... não é sequer opcção.
Dizia um amigo meu: "Já não evoluímos espiritualmente desde o tempo dos antigos Gregos".
Um premiado de ficção científica escreveu "No fim, há um limite para os ensinamentos dos pais(...) . Para lá desse limite, o destino dos filhos está nas suas próprias mãos." David Brin, A guerra da Elevação, vol II, Europa América, pag.99
O nosso destino está nas nossas mãos e não na divina providência... antes estivesse...
Nós comportamo-nos como autenticas bestas com o ambiente, andamos a trair quem nos acolheu, a morder a mão a quem nos dá de comer...
Esse escritor, já citado, colocou no prélio o seguinte "Ora- respondeu o chim , encolhendo os ombros.-Que importância tem a traição e o ataque a um patrono? Tudo faz parte do meu dia de trabalho." David Brin, A guerra da Elevação, vol II, Europa América, pag192.
Pois é, embrenhados nas nossas vidinhas, perdemos a capacidade de ver o global e as nossas pequenas "traições" desrespeitam tudo e todos.
Mas todas as nossas acções dizem respeito a tudo e a todos; relativizamos a coisa e tal como diz o chimpanzé no livro citado "tudo faz parte do meu dia de trabalho".
Quero dar realce, a David Brin e á sua mensagem que me tocou bastante.
Eu estou preocupado, bastante preocupado e não é de hoje, não é de agora, mas estou à muito permanentemente preocupado.
Caros Bloguistas Militantes
Quem vos disser que os livros não mudam as nossas perspectivas, está enganado, redondamente enganado.
Pois em verdade vos digo que eu já no pós fácio do livro mudei as todas as minhas perspectivas e reforcei muitas outras...
David Brin, escreveu -"Primeiro receámos as outras criaturas que partilhavam a terra connosco. Depois, quando o nosso poder aumentou, pensámos nelas como sendo nossa propriedade, uma propriedade de que poderíamos dispor como nos apetecesse. A falácia mais recente (bastante simpática, em comparação) é a de jogar na ideia que os animais são virtuosos na sua naturalidade e que só a humanidade é louca, viciosa, rapace e diabólica, um verdadeiro cancro maligno da criação. Este ponto de vista afirma que a Terra e todas as suas criaturas estariam muito melhor sem nós.
Só ultimamente começámos a seguir um quarto caminho, uma nova maneira de olhar para o mundo e para o lugar que nele ocupamos. Um novo ponto de vista sobre a vida.
Poderemos ter evoluído, mas devemos perguntar a nós próprios se não seremos iguais aos outros mamíferos, sob muitos aspectos.
Não podemos tirar lições daquilo em que somos semelhantes? As diferenças não nos podem também ensinar qualquer coisa?
Assassínio e violação, as mais trágicas formas de doença mental... encontramo-las agora também entre os animais, tal como em nós. O aumento do poder cerebral só exagera o horror dessas nossas disfunções, mas não é a sua causa. A causa é a escuridão em que temos vivido. É a ignorância.
Não temos de nos encarar como monstros para propagarmos ou ensinarmos uma ética do ambientalismo. Hoje sabemos bastante bem que a nossa própria sobrevivência depende da manutenção de complexas redes ecológicas e da diversidade genética. Se destruir-mos a Natureza... morreremos.
No entanto, há mais razões para protegermos as outras espécies, entre as quais uma que raramente- ou nunca - é mencionada. Talvez sejamos os primeiros com a capacidade de falar, de pensar, de construir e ambicionar, mas podemos não ser os últimos.
Outros poderão seguir-nos nessa aventura.
Talvez um dia venhamos a ser julgados quanto ao modo como desempenhámos o nosso papel quando éramos os únicos guardiões da Terra."
- David Brin, in "a guerra da elevação-vol II", no pós-escrito, pag.311, ano 1987.
Pensem nisto e reflictam.

Terra! Composição: Caetano Veloso
Quando eu me encontrava preso
Na cela de uma cadeia
Foi que vi pela primeira vez
As tais fotografias
Em que apareces inteira
Porém lá não estavas nua
E sim coberta de nuvens...
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?...
Ninguém supõe a morena
Dentro da estrela azulada
Na vertigem do cinema
Mando um abraço prá ti
Pequenina como se eu fosse
O saudoso poeta
E fosses a Paraíba...
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?...
Eu estou apaixonado
Por uma menina terra
Signo de elemento terra
Do mar se diz terra à vista
Terra para o pé firmeza
Terra para a mão carícia
Outros astros lhe são guia...
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?...
Eu sou um leão de fogo
Sem ti me consumiria
A mim mesmo eternamente
E de nada valeria
Acontecer de eu ser gente
E gente é outra alegria
Diferente das estrelas...
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?...
De onde nem tempo, nem espaço
Que a força mãe dê coragem
Prá gente te dar carinho
Durante toda a viagem
Que realizas do nada
Através do qual carregas
O nome da tua carne...
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?...
Na sacada dos sobrados
Das cenas do Salvador
Há lembranças de donzelas
Do tempo do Imperador
Tudo, tudo na Bahia
Faz a gente querer bem
A Bahia tem um jeito...
Terra!
Terra!
Por mais distante
O errante navegante
Quem jamais te esqueceria?
Terra!
ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS, NÃO HÁ? A BRIGADA SÓ LUTA POR BOAS CAUSAS, POR CAUSAS ECOLÓGICAS, E MESMO ASSIM SÓ UTILIZA ARMAS CONVENCIONAIS... QUE SÃO OS BEIJINHOS...EHEHEHEH...

domingo, 14 de junho de 2009

OH PÁTRIA AINDA SE SENTE A VOZ?

Este blogue que hoje destaco, adequa-se aqui a nosso post, tem por nome "Esquerda Republicana" e como subtítulo «Entre le fort et le faible, entre le riche et le pauvre, c´est la liberté qui opprime et la loi qui affranchit.» (Lacordaire). É só seguir o link http://esquerda-republicana.blogspot.com/
Caros Bloguistas Militantes
"Perscrutava" eu alguns títulos de óperas no YOUTUBE, quando surgiu "La Marselhaise" (Hino Nacional de França). Fui ouvir, não resisti. Não resisti, nem podia resistir.
É que eu gosto muito do Hino francês.
Para mim tem um significado muito profundo, tem um apelo à revolta, um apelo à luta contra a subjugação, é um vigoroso Não ao conformismo. Penso que são os valores que estamos a precisar neste momento, para os recuperar estamos a precisar de uma revolta dos cidadãos. Mas não uma revolta tradicional, não uma revolta contra o Estado.
Nada disso, estou a pensar numa revolta contra as corporações que nos mantêm subjugados, contra s corporações sem moral, que não olham para a sociedade, que nos exigem consumismo, que não querem saber dos povos ou dos cidadãos, que não querem saber da terra mas sim única e exclusivamente do lucro, custe o que custar, nem que esse lucre gere o caos ou talvez mesmo o fim. Foi com este pensamento que enquanto ouvia o Hino de França, pensei, os homens da revolução tinham valores e preocuparam-se com a sociedade. Quem se der ao trabalho, no YOUTUBE, vê "La Marselhaise" cantada na sua integral versão, com uma orquestra de suporte e um Tenor a interpretar o hino. Ou seja com respeito e reverência que um Hino deve ter.
Se virem o filme que está em anexo, poderão verificar que a todos na orquestra estão de pé, assim como o público, os únicos que se encontram sentados são os músicos que tocam Violoncelo (não podia ser de outra maneira).

Um país, que honra assim o seu hino, ainda se define como um país moderno ainda que o seu hino tenha mais de 200 anos. Apesar de termos muito a apontar a esse país, e temos… também vemos que é um país que olha para a frente, para o futuro…. Antes que se ponham para aí a conjecturar, quero deixar isto claro, o conceito de Patriotismo conforme o concebemos hoje, ou seja UNIESTATAL, não colhe a minha simpatia. Penso que esse patriotismo é um conceito absurdo e que só nos leva a guerras estúpidas e fratricidas. Eu explico melhor: o conceito de Patriotismo que para mim fazem sentido é a fidelidade ao Planeta TERRA.
A minha pátria é o meu Planeta, A TERRA.
É aqui que eu pertenço, a este Planeta AZUL (por enquanto), o meu Planeta, o nosso Planeta. Se por algo mais tiver de lutar, espero que seja pela sobrevivência da TERRA {espero que esse dia nunca chegue]… não quero lutar a mando de uns senhores, que colocam uns países uns contra os outros só para satisfazer os seus caprichos e rechearem as suas carteiras.Existe uma outra luta a qual não viro a cara que é contra a tirania... contra essa … sempre.
Por isso, meus Caros Bloguistas Militantes, é a minha convicção que eu pertenço, que todos nós pertencemos ao planeta TERRA todo.
Não só a Portugal, não só à península Ibérica, não só à Europa, não só a placa euro-asiática. Pertenço, pertencemos ao planeta TERRA todo! O que fazem no Oceano Atlântico, na China, no Japão, na Austrália, no Oceano Índico, na Argentina, na África do Sul, em Marrocos, nos EUA, afecta-nos ou beneficia-nos a todos. Não escondo que tenho um carinho particular por Portugal, afinal é cá que eu vivo, e já que estou em Portugal, e foi aqui que nasci, se fui ver "La Marselhaise" não pude deixar de espreitar "A Portuguesa" que eu também gosto muito, pois é um Hino com a mesma convicção do francês. Conheço a versão integral do nosso hino, o hino Português é um hino com muita força.
E lá digitei eu "A Portuguesa". Caros Bloguistas Militantes,
Sabem o que apareceu? Um tenor a cantar o hino?
Não! Um barítono?
Não! O trio Odemira a cantar o Hino com aquele sotaque espanhol?
Quase... Bom, para terem uma ideia, cada vez que procuro no Youtube "A Portuguesa" ou "Hino Nacional de Portugal", o que nos aparece é no mínimo medonho e surreal. Parece uma loja de chineses o que aparece quando se digita algo à procura do hino de Portugal.
Desde cidadãos individuais com mau gosto e voz de cana rachada a cantar, até cantores conhecidos que mais deviam ficar calados pois nem a letra sabem e adaptam a música a seu gosto… muito ao estilo americano. O Hino e a Bandeira são para serem tratados com respeito, quer se seja patriota uniestatal ou não. Isto de cantar o hino com a mão no peito a imitar os Americanos, não passa disso mesmo, de uma imitação.
Como não temos imaginação e somos macacos de imitação, vemos os Deístas e Patrióticos Americanos a cantar o hino com a mão no coração, e toca de os imitar. Quanto ás versões do Hino que aparecem no youtube, temos uma versão que é destinada a portugueses e ingleses.
É uma versão bilingue repetida com a versão em Karaokee. Pena é que quem isso fez se esqueça que o Hino português onde diz contra os canhões tinha escrito contra os bretões, e foi escrito contra o mapa cor de rosa... isto das ironias do destino … Até esquecendo essa parte contra os isso dos ingleses... o que lá vai lá vai ….
AGORA … UMA VERSÃO PARA KARAOKE???!!!!!!!! Será que eu vi bem?

Mas estamos a gozar com o pagode [que por acaso é chinês...lembram-se das bandeiras dos pagodes do Euro...]??????
Nisto tudo onde está o respeito pelos símbolos nacionais?
Mas, as versões surreais não ficam por aqui... até temos uma cidadã brasileira a cantar o hino, com muito boa vontade é verdade, quer divulgar o nosso Hino, nós compreendemos.... mas ... deixe essa tarefa para nós ... mas de qualquer modo olhem e confiram.

E ainda ... mais surreal:
Um quarteto de vozes que além de assassinarem o hino todo pois a letra que cantam está errada, as imagens que tem por trás é o Portugal do futebol... isto para compor o ramalhete, pois um mal nunca vem só.
Se o que está no YOUTUBE era para a desgraça então que se fique a desgraça completa, ora confiram ...

Depois o filme de Terror continua, temos uma espécie de Diácono Remédios a cantar o Hino, além de desafinado acrescento facto de estar descompassado...confiram...

Ainda temos uma criança, cujos pais, tiveram o despudor de colocá-la no YOUTUBE
A criança até canta a segunda melhor versão que eu vi.
Mas por decoro não coloco aqui o endereço.
Estes pais sem cuidado, não sabem o que anda por aí de pedofilia... enfim.
Ah, mas a esperança renasceu quando eu vi que havia um video no Youtube, em que quem cantava eram elas, as mulheres a cantar só pode sair bem...
Quão enganado eu estava... nem queria acreditar... se eu fosse religioso dizia: Meu Deus!
Elas que costumam ser originais e imaginativas, foram copiare os americanos a cantar o hino, que são o povo que mais assassina o hino deles com variadas versões...
Também não pude acreditar que uma cantora tão prestigiada, como vocês podem ver no video, troca as palavras ao hino ....
Nem as mulheres nos safam ...ai ... que isto vai mal ... ai vai, vai. confiram

Mas nem tudo é mau .... eis que para salvar a honra do convento, finalmente chega o exército.
Cantam bem os rapazes e estão afinadinhos... as imagens também não estão más, mostra as grandes coisas que Portugal tem, mas tinham de roçar a lamechice... ok ... mas de todos foi o melhor... mas muito longe da dignidade apresentada pelos Franceses.

Eu sei que o YOUTUBE é como os blogues, cada um coloca o que quer e como quer.
Mas não haverá uma réstia de decência e de bom gosto cá no burgo?
Será que só os franceses é que tem?
Temos de pedir desculpa ao Sr. Keill e ao Sr. Mendonça, pela qualidade e pelo conteúdo dos vídeos apresentados..
Comentários para quê?
É o país que temos.... é o país que temos e não aquele que eles queriam que nós fôssemos.
AQUELE EM QUE NA PÁTRIA AINDA SE SENTIA A VOZ.
A Portuguesa Data:1890 (com alterações de 1957) Letra: Henrique L. de Mendonça Música: Alfredo Keil
I
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente e imortal
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria, sente-se a voz
Dos teus egrégios avós
Que há-de guiar-te à vitória!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!
II
Desfralda a invicta Bandeira,
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o solo teu, jucundo,
O oceano, a rugir de amor,
E o teu Braço vencedor
Deu mundos novos ao mundo!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!
III
Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

A Portuguesa Data: 1890 (original) Letra: Henrique Lopes de Mendonça Música: Alfredo Keil
I
Herois do mar, nobre povo,
Nação valente e imortal
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memoria,
Oh patria, sente-se a voz
Dos teus egregios
A voz que há-de guiar-te à vitória!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar, marchar!
II
Desfralda a invicta bandeira,
À luz viva do teu céo!
Brade a Europa á terra inteira:
Portugal não pereceu!
Beija o teu sólo jucundo
O Oceano, a rugir de amor;
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao mundo!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar!
III
Saudai o sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal do resurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injurias da sorte.
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar!!
Ele há cargas fantásticas, não há? A Brigada quando passa pela Bandeira, Sauda-a com respeito e canta o hino em sentido e com sentimento...

domingo, 7 de junho de 2009

HALLELUJAH - הללויה

Sábado foi dia de reflexão, Domingo de Eleição e Segunda de ilação.
O blogue "A máfia da cova" tirou ilações vao ver http://mafiadacova.blogspot.com/search/label/Not%C3%ADcias%20Covilh%C3%A3 vale a pena.
CAROS BLOGUISTAS MILITANTES
Fez ontem 65 anos.
65 anos passaram desde que em 6/6/1944 lutando contra a tirania, o despostismo e o totalitarismo, os Soldados das forças aliadas, começaram a derrubar as tropas do eixo.
Parafraseando Churchill: "Never in the field of human conflict was so much owed by so many to so few."
E esses poucos lutaram pela sua Liberdade presente e pela Liberdade futura, resumindo lutaram pela nossa Liberdade.
Para mim não há heróis na guerra.
A maior parte dos soldados, estejam em que lado estiveram não sabem porque razão lutamc como pode ser herói um ser humano que mata outro ser humano?
Neste particular e nas circunstancias, está em causa a conquista que este punhado de Homens conseguiram.
A eles presto homenagem, presto homenagem a todos aqueles que tombaram nas Praias da Normandia.
Presto também homanagem aos que, sobrevivendo, conseguiram com que o "Império dos 1000 anos", que se preparava para nos tiranizar, tivesse naquelas praias da Normandia o princípio do seu fim.
Caros Bloguistas Militantes
Ele há dias e dias.
Hoje, passados 65 anos da data de 6/6/1944, por esta razão em especial quero deixar uma mensagem de Paz aos meus Irmãos e Irmãs Humanos.
Que o que aconteceu entre 1939 e 1945, a guerra fraticida não mais volte a acontecer.
Sim, pois eu acredito na utopia.
Sim, eu que acredito que todos os Seres Humanos são Irmãos.
Sim, eu acredito que a paz na TERRA é possível.
Sim, eu acredito que a Paz na Terra seja mais que um desejo e se torne numa realidade.
Sim, eu acredito que depois de estarmos em Paz, nos dediquemos a funções mais produtivas em todos os sentidos para a humanidade e para os seres que connosco partilham a Terra.
Sim eu acredito.
E uma utopia deixa de o ser, quando passa do pensamento de um, para a acção de muitos.
Sim eu acredito.
Pois há dias assim, com Cargas Fantásticas e Pensamentos Fabulosos.
Eu acredito e a Brigada Inteira também


MILK & HONEY HALLELUJAH - EUROVISION SONGFESTIVAL - 1979

Hallelujah, sing a song
Hallelujah, we'll follow along
With a simple word, a single word
We'll bless the sky, the tree, the bird
And we'll fill out heart with joy
Hallelujah


Hallelujah, sounds of love
Hallelujah, the sunshine above
Hallelujah, the bells will go ringing
And dinging from dawn 'till night
Hallelujah


Hallelujah, day by day
Hallelujah, don't throw it away
Fly and spread your wings, have a try
Be free again like a butterfly
Come along and sing with us
Hallelujah
http://www.free-lyrics.org


Hallelujah, sounds of love
Hallelujah, the sunshine above
Hallelujah, the bells will go ringing
And dinging from dawn 'till night
Hallelujah


Hallelujah, hand in hand
Hallelujah, all over the land
Hallelujah, let's try from the start
And sing it with all our heart
Hallelujah


Hallelujah, sounds of love
Hallelujah, the sunshine above
Hallelujah, the bells will go ringing
And dinging from dawn 'till night
Hallelujah


Hallelujah, the bells will go ringing
And dinging from dawn 'till night
Hallelujah

הללויה

ביצוע: בועז שרעבי
מילים: אורי ברזילי
לחן: יהודה בדיחי

על אשר הבאת את כיכר הלחם,
על אש נתת מים לרוויה,
יתהלל שמך בתופים ונבל
ויושר לך הללויה.

לך הללויה...

על אשר נתת בעצים שלכת,
ועיני רואות אודם של שקיעה,
יתהלל שמך בתופים ונבל,
ויושר לך הללויה.

לך הללויה...

על אשר הבאת אושר וגם סבל,
והצחוק הוא אח לעצב ודמעה,
יתהלל שמך בתופים ונבל
ויושר לך הללויה.

לך הללויה...
[penso que esta é a versão em hebreu]