As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Balada por Madeleine

Vou escrever sobre uma coisa que eu não gosto.

Pode raiar o mau gosto... talvez mesmo o humor negro... mas não é esse o propósito.

Vou ser polémico.

Entrarei numa de teoria da conspiração.

Mas as opções estão em aberto.

Eu não acredito que a Madeleine exista!

Para bem dela e para nosso, não acredito.

Nota: Para os estrangeiros que me lêem, este caso é de uma menina que dizem ter sido raptada no Algarve, por uma rede de pedofilia (esta é a versão resumida), leitura mais aprofundada é ver nos MEDIA portugueses.

Acho que é uma invenção dos serviços secretos ingleses (SS), quanto a mim algo se passa ou passou no Algarve ou lá perto e tiveram de desviar as atenções, e inventaram este caso.

Os SS tinham ou tem de vigiar alguém e tem de ter um motivo para estarem naquele ou noutro local do Algarve, e nada melhor do que chamar a atenção para desviar as atenções.

Existe aqui da parte dos pais, dos media, e de todos nós no fundo, uma inversão de valores, em que o vilão é um herói e quem cumpre é um nabo.

Como alguém me disse: Que Mundo é este e que valores morais e éticos estamos a passar aos nossos filhos, às gerações vindouras????

Vou só dizer um pouco do que penso, o resto quem quiser que faça o seu juízo.

Se os pais forem agentes secretos ingleses?

Sabemos que naquele mundo em que vale tudo, e que tudo o que fazem para o bem da segurança colectiva.

A história está muito mal contada desde início, é mais que evidente que os Media (leia-se os jornalistas), foram e estão a ser manipulados, logo as notícias que saem cumprem aquele desígnio que é: para uma mentira ser levada a sério tem de ter algum fundo de verdade.

A verdade da mentira, é o que eu acho que estamos a assistir.

Contradições, avanços e recuos, jornalistas que escrevem pior português que eu (e olhem que não é difícil), interpretam mal, não sabem colocar as questões fulcrais ou seja o elementar da noticia: O QUE? QUANDO? COMO? PORQUE? ONDE? QUEM FOI?

Enfim o elementar, mas aqui ter-se-ia que ir para além do elementar, muito além.

Começaram logo por nos chamar incompetentes (aos polícias), refiro-me aos tablóides ingleses... para quem se intitula o país dos Gentlemans, agiram como se fossem o país dos crápulas.

Depois, o depoimento dos pais... impingiram-nos com a história que os jornais dizem sucessivamente cheia de falhas e contradições e imprecisões.

Depois, prenderam um tipo que é suspeito e depois já não é... depois o caso dos tipos que quiseram extorquir dinheiro, depois o caso holandês... enfim trapalhadas atrás de trapalhadas.

Não, não acredito que a história seja plausível.

Os media não pegaram na parte em que os pais deixaram os filhos ao abandono, mais grave ainda, não foram aqueles os únicos a deixarem os filhos sozinhos.

Agora viemos a saber que os amigos deles faziam rondas à vez, para vigiarem os filhos.

Portanto não foi só um casal a deixar os filhos sem vigilância, foram vários.

Que tamanha irresponsabilidade, que espelho da vida moderno nos foi mostrado.

Que indiferença que nós todos mostramos em relação a isso.

Será por serem ingleses e médicos?

E se fossem ingleses e mineiros...?

Ele há aqui qualquer coisa grande que nos escapa.

Agora dizem que a pobre criança foi assassinada, e que provavelmente terão sido os pais... não dizem mas insinuam.

Depois voltam a desdizer, e passam à teoria do rapto...

Não, nada aqui bate certo.

E depois, a nossa "JUDITE" é uma polícia bem conceituada, e apesar de polémicas internas... até conseguiram apanhar um "espanhol" que a policia do seu país andava a mais de 14 anos atrás dele, e vêem uns badamecos estrangeiros quaisquer a dizer o contrário.

Como se tivessem muita moral, até parece que não é uma calamidade no país deles acontecerem este tipo de raptos com frequência.

Qualquer coisa que não bate certo aqui... e eu não sei o que é...

Acho que é uma história dos Serviços Secretos Ingleses.

E por isso não acredito.

Depois voltam a desdizer, e passam á teoria do rapto... não acredito e não posso crer que tantas outras histórias de raptos de crianças portuguesas, não tivessem sido tão divulgadas e mediatizadas como esta está a ser.

Será que as crianças estrangeiras são mais importantes que as nossas?

Deve ser do critério jornalístico...

Você Não Me Ensinou A Te Esquecer - Caetano Veloso

Não vejo mais você faz tanto tempo
Que vontade que eu sinto
De olhar em seus olhos, ganhar seus abraços
É verdade, eu não minto

E nesse desespero em que me vejo
Já cheguei a tal ponto
De me trocar diversas vezes por você
Só pra ver se te encontro

Você bem que podia perdoar
E só mais uma vez me aceitar
Prometo agora vou fazer por onde nunca mais perdê-la

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando me encontrar

E nesse desespero em q me vejo
já cheguei a tal ponto
de me trocar diversas vezes por vc
só pra ver se te encontro

Você bem que podia perdoar
E só mais uma vez me aceitar
Prometo agora vou fazer por onde nunca mais perdê-la

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando me encontrar

HÁ CARGAS FANTÁSTICAS NÃO HÁ? OUTRAS NEM POR ISSO...

Sem comentários: