As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Oh pátria sente-se a voz

Meus caros bloguistas militantes

Andava eu à procura de óperas no YOUTUBE, quando me surgiu "La Marselhaise" (hino francês).

Fui ouvir, não resisti. Como eu gosto muito do Hino francês, tem muito significado, muito apelo à revolta, um vigoroso Não ao conformismo.

Aquilo que estamos a precisar neste momento, de uma revolta dos cidadãos. (mas isso é para outro post).

Não pude deixá-lo de ouvir... o hino claro.

No YOUTUBE, vemos "La Marselhaise" cantada na sua integral versão e com orquestra e um tenor a interpretar.

Vemos uma França moderna, mas com um hino antigo, somente com a interpretação.

Um contraste bem feito, de um país que temos tantas coisas a apontar, mas que olha para a frente, para o futuro, foi isso que eu vi, foi assim que eu interpretei.

Não sou patriota, já há muito que deixei de o ser, acho isso um conceito absurdo e que só nos leva a guerras estúpidas e fratricidas.

Eu, explico, a minha pátria é o Planeta TERRA, é aqui que eu pertenço, a este planeta AZUL (por enquanto), o meu planeta.

Se por algo mais tiver de lutar, espero que seja pela sobrevivência da TERRA e não a mando de uns senhores para satisfazer os seus caprichos de um país contra o outro.

Ah! E lutar contra a tirania... sempre.

Eu pertenço ao planeta TODO, não só a Portugal, não só à península Ibérica, não só à Europa, não só a placa euro-asiática.

Pertenço ao planeta TERRA todo!

O que fazem, no Oceano Atlântico, na China, no Japão, na Austrália, no Oceano Índico, na Argentina, na África do Sul, em Marrocos, nos EUA, afecta-me ou beneficia-me ou melhor afecta-nos ou beneficia-nos a todos.

A minha pátria é a terra, o meu país é Portugal, não escondo um carinho particular por esta "divisão" do planeta, assim como tenho carinho por outras "divisões, mas desta "divisão" guardo gratas recordações, não é que guarde outro tipo de sentimentos, mas isso agora não interessa nada.

Bom, já que fui ver "La Marselhaise" que eu tanto gosto, fui á procura de "A Portuguesa" que eu também adoro e conheço a versão integral.

O hino Português é um hino com tanta força, como também o é o hino francês.

E lá digitei eu "A Portuguesa".

E caros bloguistas militantes, sabem o que apareceu?

Um tenor a cantar o hino? Não!

Um barítono? Não !

O trio Odemira? Quase...

Apareceu-me uma evocação ao passado, a um passado duvidoso, para não ser chamado de sectário não apelido de outra maneira.

Mas uma evocação ao passado, não apareceu uma nação com os olhos postos no futuro, nada disso.

Apareceu uma nação com os olhos postos no passado..
E que passado é esse? Perguntam vocês.

Não o passado dos reis, nem dos descobrimentos, nem de 1640 (embora façam essa evocação) mas o passado do Regime Ultraconservador do Prof. Oliveira Salazar.

Cliquem em

http://www.youtube.com/watch?v=DfPiFnlYZOo [felizmente já aparece esta mensagem Este vídeo foi removido por violação dos termos de uso.]

Mas não ficamos por aqui... pois não é o único vídeo do YOUTUBE, sobre o hino de Portugal...

Temos um que é destinado a portugueses e ingleses.

Começa mais ou menos bem, tocam e cantam o hino nacional, dão uma retrospectiva histórica portuguesa e mostram umas quantas paisagens.

O que o anterior exagera em evocação ao Prof. Oliveira Salazar, este nem sequer lhe faz menção, pronto uma peca mas... estava aquilo a ir tão bem eis que se não quando, aparece...

Versão para KARAOKE do hino nacional, está bilingue...

Esquecem-se que o hino português onde diz contra os canhões tinha escrito contra os bretões, e foi escrito contra o mapa cor de rosa...

Até esquecendo isso dos ingleses... UMA VERSÃO PARA KARAOKE???!!!!!!!!

Será que eu vi bem?

Mas estamos a gozar com o pagode ??????

E o respeito pelos símbolos nacionais?

Mas não fica por aqui, até temos uma brasileira a cantar o hino, com muito boa vontade, quer divulgar, nós compreendemos.... mas ... olhem confiram.

http://www.youtube.com/watch?v=ulBQLctwBeI&mode=related&search=

E ainda ...

Um quarteto de vozes que além de assassinarem o hino todo, as imagens que tem por trás é o Portugal do futebol... isto para compor o ramalhete.

confiram ...

http://www.youtube.com/watch?v=qC4-MXT_hHs&mode=related&search=

Depois temos uma espécie de Diácono Remédios a cantar o Hino, além de desafinado está descompassado...

confiram...

http://www.youtube.com/watch?v=p-yDtwLchM4&mode=related&search=

Temos uma criança, cujos pais, tiveram o despudor de coloca-la no YOUTUBE, a criança até canta a segunda melhor versão que eu vi, mas por decoro não coloco aqui o endereço.

Estes pais sem cuidado, não sabem o que anda por aí de pedofilia... enfim.

Ah , mas temos as mulheres a cantar o hino, só pode sair bem ....

Não acredito ... estilo fado ... ai se eu fosse religioso dizia: Meu Deus!

A copiarem os americanos a cantar o hino, que são os que mais assassinam o hino deles, e cada um com a sua versão...

Não acredito ela trocou palavras ao hino .... fogo nem as mulheres nos safam ...ai ... que isto vai mal ... ai vai, vai. confiram

http://www.youtube.com/watch?v=4QekpzeobBQ

Ah! Safa-se este ...

http://www.youtube.com/watch?v=2mbmrary_t4&mode=related&search= [o únio que se safava aconteceu isto Este vídeo foi removido pelo usuário. ]

...mas é só música não tem letra.

Eis que finalmente chega o exército.

Cantam bem os rapazes e afinadinhos... as imagens também não estão más, mostra as grandes coisas que Portugal tem, mas tínhamos de roçar a lamechice... ok ... mas de todos foi o melhor... mas muito longe dos franceses.

Eu sei que o YOUTUBE é como os blogues, cada um coloca o que quer e como quer, mas não haverá uma réstia de decência e de bom gosto cá no burgo?

Será que só os franceses é que tem?

Temos de pedir desculpa ao Sr. Keill e ao Sr. Mendonça.

Comentários para quê? É o país que temos.... é o país que temos, não aquele que eles queriam que nós fôssemos.

A Portuguesa

Data: 1890 (com alterações de 1957) Letra: Henrique Lopes de Mendonça
Música: Alfredo Keil

I
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente e imortal
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria, sente-se a voz
Dos teus egrégios avós
Que há-de guiar-te à vitória!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!
II
Desfralda a invicta Bandeira,
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o solo teu, jucundo,
O oceano, a rugir de amor,
E o teu Braço vencedor
Deu mundos novos ao mundo!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!
III
Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

Data: 1890 (original) Letra: Henrique Lopes de Mendonça
Música: Alfredo Keil

I
Herois do mar, nobre povo,
Nação valente e imortal
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memoria,
Oh patria, sente-se a voz
Dos teus egregios
A voz que há-de guiar-te à vitória!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar, marchar!
II
Desfralda a invicta bandeira,
À luz viva do teu céo!
Brade a Europa á terra inteira:
Portugal não pereceu!
Beija o teu sólo jucundo
O Oceano, a rugir de amor;
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao mundo!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar!
III
Saudai o sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal do resurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injurias da sorte.
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela patria lutar!
Contra os Bretões marchar!!
Ele há cargas fantásticas, não há?

Sem comentários: