As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Que cantam os poetas andaluzes de agora?

Caros bloguistas militantes.

É hoje que eu começo a revolução com o mundo.

Eu disse com o mundo e não contra o mundo.

Fazer revoluções sózinho, não está com nada.

Quando tanta gente diz que precisa de ideias e de ideiais, precisamos de nos juntar.

Nota prévia, para o que está escrito a partir de agora daqui para baixo, o que es´ta entre parêntesis pertence a um verso de uma canção.

(Que cantam os poetas andaluzes de agora?)

Quem quer um planeta melhor e mais solidário, que se junte a mim, muito poucos fazem muito.

Precisamos de poetas para fazer uma revolução, mas...

Tantos anos passados, tantas causas e coisas conquistadas.

Tantas coisas perdidas para sempre

Novas vagas de afrontas, velhas hipócrisias vestidas de novas roupagens.

Novas lutas para lutar, novos ideais para conquistar, velhas ideias para cimentar.

Andamos perdidos, parece que já não temos poetas para nos descodificar as palavras.

Já não temos poetas para apontar o rumo dos filosóficos caminhos.

Já não há mais poetas para nos apontar e interpretar os ideais.

Mas eu ainda creio na canção do poetas andaluces.

A canção é um farol para mim , um guia, uma inspiração, sempre o foi.

São com estes versos, com esta canção e com outras tão inspioradoras como esta que nós ainda acreditamos na bondade dste mundo.

Porque sei que não estou só, e sei que não sou só eu que assim penso.

Mas o canto dos poetas, de ontem, de hoje, de amanhã é o canto de todos os Homens.

Mas onde estão eles, e que cantam os poetas andaluzes de agora?

O povo necessita urgentemente deles, será que já não são poetas?

As grilhetas da economia que nos confinam a um jugo bancário, não nos deixam respirar, será que desinspiraram os poetas?

A má globalização que nos oprime, que nos conduz ao estereotipo, para o pensamento único e orientado, para a sincronização do falar e do agir e do vestir, é cada vez mais presente e forte.

E porque será que os poetas ficam calados?

A sincronização politicamente orientada, tira lugar á indignação.

Sim onde estão os poetas andaluzes de agora? eles e os outros...

Onde estão aqueles que escreveram, cantaram e leram sobre as ideias e os ideiais no passado?

Sim onde estão?

Poetas Andaluces (Aquaviva- no orignal e completo)
¿Qué cantan los poetas andaluces de ahora?
¿Qué miran los poetas andaluces de ahora?
¿Qué sienten los poetas andaluces de ahora?
Cantan con voz de hombre,
¿pero donde están los hombres?
con ojos de hombre miran,
¿pero donde los hombres?
con pecho de hombre sienten,
¿pero donde los hombres?
Cantan, y cuando cantan parece que están solos.
Miran, y cuando miran parece que están solos.
Sienten, y cuando sienten parecen que están solos.
¿Es que ya Andalucia se ha quedado sin nadie?
¿Es que acaso en los montes andaluces no hay nadie?
¿Qué en los mares y campos andaluces no hay nadie?
¿No habrá ya quien responda a la voz del poeta?
¿Quién mire al corazón sin muros del poeta?
¿Tantas cosas han muerto que no hay más que el poeta?
Cantad alto.
Oireis que oyen otros oidos.
Mirad alto.
Veréis que miran otros ojos.
Latid alto.
Sabreis que palpita otra sangre.
No es más hondo el poeta en su oscuro subsuelo.
encerrado.
su canto asciende a más profundocuando,
abierto en el aire,
ya es de todos los hombres.

Link para a música: http://ilusao.multiply.com/music/item/53

Ele há cargas fantásticas, não há? Então se carregarmos inspirados, a vitória será certa.

Sem comentários: