As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Cheguei atrasado capitulo 2 - o transporte ferroviário

O blogue que a Brigada hoje recomenda, nem de propósito, o blogue http://escadinhas.blogs.sapo.pt/ , que no seu post de 27/12/2008 falou sobre a CP, deem uma vista de olhos, nesse dia.

Caros Bloguistas Militantes
(Continuando o último post publicado, hoje vamo-nos debruçar sobre a CP)
Como já tinha dito ando bastante de comboio, e adoro andar de comboio, só tenho pena de nunca ter andado em nenhum comboio a vapor.
Vejamos então a CP, na suburbana linha de Cascais, e tomo a linha de Cascais como exemplo, como poderia tomar uma do Porto, Coimbra ou qualquer linha suburbana.
Só existem duas vias na linha de Cascais, em contraponto com a Linha de Sintra passou de duas vias para 4, aumentando assim a oferta.
Partindo do pressuposto que a linha de Cascais, está física e geograficamente limitada a duas linhas e não se consegue expandir para as 4 linhas, conseguir-se-ia mesmo assim com todos estes "handicaps" e com boa vontade, aumentar as ofertas de comboios nesta linha.Como? Fácil, digo eu, basta existir coordenação e horários ajustados.
Eu explico: existem 4 estações fundamentais para o fazer, são elas: Algés, Oeiras, Carcavelos, São Pedro do Estoril.Estas estações permitem o cruzamento de pelo menos 3 comboios, logo permitiriam, que a oferta de comboios fosse aumentada, e não esteja reduzida, como está agora e se confine aos comboios de 20 em 20 minutos que ao longo da maior parte do dia é praticado.
Sim, sublinho durante a maior parte do dia, pois durante as horas que a CP definiu unilateralmente como hora de ponta, os tempos de espera entre comboios são reduzidos para no mínimo 2 minutos no máximo 8 minutos.
Portanto, pelos vistos, e na prática é possível reduzir o tempo de oferta de comboios.
E o porque de me preocupar com tudo isto, perguntais vós?
É fácil a resposta, se todos queremos que os cidadãos deixem os automóveis em casa algo temos de fazer.Para tal é preciso melhorar a oferta e atrair passageiros, para isso é necessário que os horários não sejam condicionadores para servir de desculpa para os potenciais passageiros não irem apanhar o comboio e existe também outro factor essencial, o material circulante tem de ser no mínimo bom.
Nós sabemos que na linha de Cascais a CP não quer investir na renovação do material circulante e que, ultimamente, afirmamos com tristeza, anda muito mal cuidado, e isso estende-se ás outras linhas suburbanas, é que é muito diferente andar num comboio novo e confortável a um comboio recauchutado e que tem sempre avarias nos seus sistemas.
Olhem para a qualidade dos comboios franceses ou alemães nas linhas suburbanas ou mesmo nós portugueses na linha da Azambuja ou na do Fogueteiro.Será que uns são filhos e outros são enteados?A qualidade dos serviços exige-se e a segurança das linhas também.
Assim também se exige que as passagens pedonais e automóvel na linha de Cascais e em todas as outras, sejam completamente abolidas, e sejam substituídas por passagens desniveladas.
Já chega de trucidamentos, já chega de acidentes onde são envolvidos comboios, pessoas e veículos.A linha de Cascais, como qualquer linha suburbana, ainda possui algumas destas passagens e contudo uma já seria demais.
Qualquer vida que se perca por acidente com um comboio tem um preço demasiado caro que não queremos ter de pagar.
Mas não são só desvantagens utilizar a CP nas suas linhas suburbanas, por exemplo o facto de não pagar o bilhete completo do trajecto mas sim pagar por zonas, é uma vantagem grande.
Porém é um retrocesso em relação ao que antigamente se praticava, que só se pagava o custo das estações que se andava, mas julgo que com alguns protestos de todos nós voltaremos a esse sistema. Afinal a crise toca a todos e no que toca a poupar dinheiro temos ás vezes de voltar ao antigamente.
Investindo nos transportes públicos, estamos a investir no ambiente
O post já vai grande e no próximo continuo com o tema, versando a companhia Carris.
No comboio descendente - Fernando Pessoa
No comboio descendente
Vinha tudo à gargalhada,
Uns por verem rir os outros
E os outros sem ser por nada -
No comboio descendente
De Queluz à Cruz Quebrada…
No comboio descendente
Vinha tudo à gargalhada,
Uns por verem rir os outros
E os outros sem ser por nada -
No comboio descendente
De Queluz à Cruz Quebrada…
No comboio descendente
Vinham todos à janela,
Uns calados para os outros
E os outros a dar-lhes trela
-No comboio descendente
Da Cruz Quebrada a Palmela…
No comboio descendente
Mas que grande reinação!
Uns dormindo, outros com sono,
E os outros nem sim nem não
-No comboio descendente
De Palmela a Portimão…
ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS NÃO HÁ? A BRIGADA QUANDO PERDE O COMBOIO E OS CAVALOS ESTÃO CANSADOS FICA APEADA OU PEDE BOLEIA... C'EST LA VIE.



1 comentário:

Anónimo disse...

intiresno muito, obrigado