As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

N'América

No destaque dos blogues de hoje, temos o blogue "porque hoje é sábado", em particular no seu post de Segunda-feira, Outubro 20, 2008. Porque há palavras escritas que só lidas devem ser, passem por lá e vejam se eu não tenho razão. http://sabadodois.blogspot.com/ Basta clicarem em cima do link para lá irem visitá-lo
Caros Bloguistas Militantes
Sempre meteu um pouco de confusão, ainda iam os tempos em que o muro de Berlim não era vendido aos pedaços para turistas, os comunas chamarem aos EUA o Imperialismo americano.
Imperialismo, é parecido com imperais, imperiais é cerveja, logo o imperialismo americano dito assim pelos comunas, parece que estamos a tratar de uma sociedade que eram os maiorais da jola.
Imperialismo, sempre me meteu confusão, e sempre pensei que fosse mais um estigma dos dogmas dos Sovietes e que o PCP religiosamente (que ironia aqui o religiosamente, para um partido de ateus e que abominam a igreja) seguia.
O facto, é que imperialismo, vim a saber mais tarde na faculdade, não tem nada a ver com imperiais, e é um conceito de império com uma má conotação.
Pois esse imperialismo ascendeu e criou raízes como os eucaliptos, secam tudo o que está em redor nada deixam crescer.
É algo que nos controla por todos os lados, tem até uma TV que é a CNN, que é uma espécie de TV modelo oficial do império, tudo o que lá passa é o que se passa no mundo, o resto dos acontecimentos se não passam lá passam á margem ou seja tudo o que fica de fora teoricamente não se passou, os americanos não tem conhecimento, e se os americanos não tem conhecimento implica que o resto do mundo também não tem.
Mas para isto ser perfeito temos depois os seus tentáculos, que mais não são do que as TV's imitadoras do resto do mundo, que copiam literalmente os noticiários da CNN, modelos e formatos.
Isto tudo para dizer que A AMÉRICA É O MUNDO.
Passou um filme à pouco tempo chamado "A lenda" de Will Smith, este fica só no mundo ou seja em que local ? N'América.
Se atentarmos bem, os americanos tem o campeonato do mundo de baseball que só eles é que jogam, é uma espécie de liga Sagres em que só ganham os 3 principais clubes mas à escala americana, tem também o futebol americano e o seu campeonato do mundo que também só eles é que jogam.
Eles se calhar devem pensar que todos os outros países tem potencial, só não jogam porque não querem .
Os romanos, conquistavam as aldeias de três maneiras: pacificamente, em que os autócnes se submetiam de livre vontade e por isso os impostos eram mais baixos e eram considerados amigos, depois os que resistiam mas não muito violentamente e aí os impostos eram mais altos e tinham da deixar ou não uma legião romana, conforme a importância do local ou até á pacificação e os hostis, que ou eram aniquilados e os sobreviventes feitos escravo, eu não fui muito exacto mas segundo aprendi em história do direito era mais ou menos isto, e é mais ou menos isto que os Americanos fazem com os povos do mundo.
A América é, desde a queda do muro o novo império, comparando-se a Roma, mas numa versão mais fraca e indo beber a outros impérios as ideias, só que nem sempre as boas.
Os EUA são a Roma dos tempos modernos, vi noutro filme, americano, que se referia aos EUA como o Império e o imperialismo, e foi a partir daí que vi que não eram só os comunas que se referiam ao fenómeno como tal, que querem manias minhas... dizia o filme, algo que eu digo à muito tempo e que cada vez que o referia todos diziam que não e levantavam mil e uma objecções, dizia o filme que "Roma está a arder e ninguém dá por isso", referindo-se à América.
E quando uma Roma arde, os outros impérios que andavam em stand by serão um Fénix, e renascerão das cinzas.
Todos os impérios tem o seu nascimento ascensão auge e queda, uns deixam legado outros esfumam-se e com eles as suas memorias no tempo.
Engraçado como a maioria dos impérios seguem quase sempre a mesma linha de rumo, todos tem ou querem ter um ideal ou atingi-lo... A Grécia tinha o alto valor da sua filosofia e das suas cidades estado, Esparta os seus valores e a sua postura rígida e inflexível o império dos mais fortes, capazes e puros, muito parecido com a Alemanha nazi de Hitler e o seu império dos mil anos, tinha a raça ariana e a superioridade, Napoleão tinha o sonho de unir a Europa toda e torná-la forte com um regime um código, uma lei.
Bem quanto a este último, esse ideal já está quase a suceder com a UE, não temos ainda império mas a Europa está a tentar ficar forte.
Ou seja surgem novos impérios com roupagem nova e ideias velhas.
Mas sabem... não me importava de ir para a América.

N'América - Xutos e pontapés

Viver a vida sempre preocupado
Passar o tempo sem ir a nenhum lado
Deixa-me seco, eu vivo esgotado
Tendo prazeres em dias alternados
E ando sempre vivendo estados
E por vezes bem desamparados
Rebusco os cantos, nem sempre recheados
Eu faço as coisas tão desnorteado
Mas em dias por vezes espaçados
Vêm-me à cabeça pontos desfocados
Desse mundo sempre agitado
Possível sonho todo bem rodado
E na TV,produtos embalados
Entram em nós, bem camuflados
Como é que eu fico, eu fico engasgado
Com o novo mundo mesmo ali ao lado
Está mesmo ali ao lado
E eu vou ter que sair, e eu vou ter que partir
Finalmente vais ver
O que é que iria ser, o que é que eu iria ter
N'América
N'América

ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS NÃO HÁ? MAS A NOSSA BRIGADA TEM MUITO QUE APRENDER COM O 7º DE CAVALARIA, POR ISSO VAI FAZER UM TIROCÍNIO À AMÉRICA... ISSO É QUE ERA...

Sem comentários: