As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

O PATER FAMILIAS CONTRA ATACA

Caros Bloguistas Militantes
A nossa Brigada tem clube, não mistura política com futebol, como muitos por aí o fazem, principalmente se trabalharem numa redação jornalistica, se forem deputados e dirigentes de futebol, se forem magistrados e fizerem parte de algum conselho de jurisdição da FPF, e acho que com isto me referi a 90% da população portuguesa Pelo menos a julgar pelo enfoque que dão ás noticías do mundo futebolístico.
Mas dizia eu, a BRIGADA tem clube, e é do C.F. "OS BELENENSES", para quem não sabe é aquele clube a quem chamam o azuis do Restelo. Por isso o destaque hoje vai para os blogues " «Belém Livre» e «Belém até Morrer». Aqui vão os destaques do chefe para hoje: http://www.belemlivre.blogspot.com/ e http://www.belematemorrer.blogspot.com. Basta clicarem em cima do link para lá irem visitá-lo.
Caros Bloguistas Militantes
Vi escrito, numa repartição pública, "Para que simplificar as coisas se as podemos complicar?", nada mais apropriado para a maioria do funcionalismo público, fez-me logo lembrar o livro/filme "OS 12 TRABALHOS DE ASTÉRIX" em que ele tinha de andar numa repartição pública à procura do formulário A-38 formulário rosa, e que para o obter precisam de uma dúzia de outros formulários... e passam "as passas do Algarve" para conseguir o dito formulário.
Vem isto a propósito de inutilidades.
Inutilidades e fazer perder tempo foio que fez o nosso "PATER FAMILIAS" quando nos informou que se ia dirigir-se á Nação, que a mensagem era grave e séria...
Foi criada muita expectativa em torno da mensagem do Sr.Presidente da República no dia de ontem, dizia-se ser uma mensagem grave e séria, e conjecturamos sobre tal.
Conjecturei também, que isto de costuras, cozeduras e conjecturas são todas filhas do mesmo pano.
Mas por que raio irá ele interromper as férias? Pensei eu e pensámos nós com os nossos botões.
A coisa deve ser mesmo grave...tu queres ver que Portugal vai declarar guerra a alguêm?
Começaram logo a vir-me à cabeça as frases da Ditadura "Angola é nossa", "Portugal é um território uno do minho a Timor"... mas não isso não poderia ser, nada tinha vindo a público, trazido pelos narizes sempre farejadores dos jornalistas.
Excluí logo à partida a questão dos Açores; pois pensei eu o P.R. não iría descredibilizar-se por tão pouco, a matéria não tem relevância política nacional nem de qualquer outro meio, e não estou a minorizar o papel ou importância dos Acores.
Pensei, pensei, e cheguei à conclusão, bom... ele só pode falar dentro de dois âmbitos:
1- Dentro do constitucionalmente previsto
ou
2- Algo pessoal.
Dentro do ponto um pensei, irá decretar o estado de sítio ou algo parecido, depois dos acontecimentos em Loures e a sentença do APito Dourado que está para sair e outras coisas parecidas. Tirei logo o cavalinho da chuva, pois no Palácio de Belém, passei por lá a caminho do trabalho, e estava tudo calmo e sereno, nada de medidas reforçadas.
Irá ele dissolver a Assembleia da República? Após a aprovação do código de trabalho, a escalada do aumento dos combustíveis, o computador magalhães... sim porque um computador portuguÊs no mundo é algo perigoso... pois se nós com os descobrimentos "inventámos/criámos" as mulatas e só tinhamos umas caravelzitas, oque não conseguiremos com um PC chamado Magalhães... Mas logo tive de mudar de ideias, pois para isso o P.R. tinha de ouvir o Conselho de Estado e os lideres dos principais partidos, ora isso não aconteceu, e o Sr. Presidente não faz nada á socapa... que se saiba, portanto hipótese excluída.
Mas não sendo isso o que seria?
Será que o Primeiro Ministro se dimitiu? Para gáudio de uns e tristeza de muitos? Depois de aumentar impostos que não queria aumentar cujo déficit foi deixado pelo anterior governo e pelo anterior a esse e pelo anterior... "etc... etc...", depois de uma crise que nenhum Primeiro Ministro gostaria de apanhar pela frente, em que o Petróleo não tende a estabilizar dando cabo de qualquer previsão para economia? Não me parecia que fosse isso, até porque o Primeiro Ministro é homem de fibra e não é de desistir.
Será que o governo tem um anúncio grave para fazer, vai fechar mais hospitais e centros de saúde, e vai acabar com o lobby do betão, e vai despedir funcionários públicos e fazer um reset a Portugal...finalmente e como é muita coisa está dentro do âmbito das competências do Presidente da República?
Será que ele tem informações sobre a gravidade da crise e quer solidariezar-se com o governo, e criar uma "união nacional"? Esta confesso que era remota, mas era possível, apesar do barril do petróleo começar a descer para um preço mais baril.
Não estava a ver onde isto se encaixasse mas tudo é possível.
Pensei seriamente que o Sr. Presidente da República estivesse doente, e fosse renunciar ao cargo, se não ele a Maria dele (que aqui para nós não é a primeira dama, pois não tems essa figura na Europa, nem em Portugal, mas que os jornalistas do JET SET teimam em chamá-la assim, talvez pelo efeito do Jet Lag dos jornalistas)... e foi por essa hipótese que eu convictamente fiquei.
Caros Bloguistas Militantes, mas ..."Para que simplificar as coisas se as podemos complicar?", foi o que o P.R. fez, transformou um assunto de "lana caprina" num assunto de gravidade nacional.
O P.R. descredibilizou-se, pesoal e políticamente, e hipotecou a sua intervenção para uma futura questão verdadeiramente importante. O P.R. perdeu o crédito do PATER FAMILIAS, e isso é que é grave.
Caros bloguistas Militantes, sabem, eu acho que, passados tantos anos... eles não sabem nem sonham... e continuam sem saber e sem sonhar, e nós o povo continuamos a ver as "quintinhas" a ser geridas e "aqui d'el rei" ( neste caso "aqui d'el Presidente da República") se me tiram poderes.
Sabem o que eu digo: A montanha pariu um rato... presidencial.
Se o Presisdente queria criar suspense e depois dar uma noticia de jeito mais valia dizer: "A carne no pingo doce está em promoção, portugueses acorrei aos hipermercados, poupai alguns tostões" ou então já que ele é do Sul poderia dar a boa nova dizendo "No Algarve, este ano, só há gaijas boas (gaijos para elas), interessantes e disponíveis..." Ai... isso é que era... isso é que nos fazia esquecer a crise... ai se fazia... OLARÉ... mai nada.

Pedra Filosofal - In Movimento Perpétuo, 1956
Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.
Eles não sabem que o sonho é vinho,
é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.
Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos,
Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.
Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS NÃO HÁ? A BRIGADA JÁ NÃO ABDICA DE FOLGAS E INTERVALOS PARA OUVIR MENSAGENS SEM CONTEÚDO

Sem comentários: