As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

sexta-feira, 15 de junho de 2012

“nunca tantos ficaram a dever tanto a tão poucos”


A maioria diz-nos que vivemos num regime democrático.
Eu neste momento e a partir de hoje defendo que vivemos numa Ditadura.
E o que é uma ditadura?
Uma ditadura é um regime que tem um ditador.
O que é que os romanos antigos nos diziam que era um ditador?
Ditador era o título de um magistrado da Roma antiga apontado pelo senado romano para governar o Estado em tempo de emergências.
Os ditadores romanos eram geralmente apontados por um consul e eram investidos de avassaladora autoridade sobre os cidadãos, mas eram originalmente limitados por um mandato de seis meses e não possuiam poderes sobre as finanças públicas.
No sistema da República Romana, um ditador era a pessoa a quem era concedido temporariamente um significativo poder sobre o estado durante tempos de guerra. O mandato durava apenas seis meses. O modelo ideal foi Cincinnatus, que, de acordo com a lenda, estava arando a terra quando chamado para ser ditador, saindo para salvar Roma e depois retornando ao trabalho, renunciando todas as honras e poder, após apenas três meses.
O ditador é aquele que dita, ou seja aquele que traça o rumo em tempos de emergência, o homem do leme investido de plenos poderes.
Irlanda, Grécia,Portugal e dentro de pouco tempo a Espanha, não vai tardar muito a Itália, entregaram ou vão entregar o seu poder absoluto a uma "tríada, triunvirato ou troika" como lhe queiram chamar, que vai ditar e dita o que se tem de fazer.
E os governos, as empresas e o povo fazem o que eles mandam ou torneira do dinheiro por artes mágicas deixa de correr.
Entregámos o comando e a governação do país a uma "Legião Estrangeira" (neste caso não militar mas económica), sendo comandados neste momento por um governo igual ao de Vichy, que é mero executante do que é "dictado" ou seja das ordens que recebe.
Se sob a capa de uma emergência entregámos o comando e o governo do país a um triunvirato, então estamos numa DITADURA.

Tão simples quanto isto.
E o que dói, é que esta emergência é artificial, foi e está a ser criada propositadamente, e a alastrar-se galopantemente como uma mancha de sangue  alastra numa camisa branca quando alguém leva um tiro, e o preocupante é que entrou tudo em pânico e ninguém se lembrou de chamar os socorros.
O que estamos a assistir é a uma Europa orgulhosa, mas como diz W.S.Churchill "O orgulhoso prefere perder-se, a perguntar qual é o seu caminho" e a nossa Europa por falta de reacção ou por reacção ineficiente ou por omissão, está a ser uma Europa dividida entre os que já pediram assistência financeira e se submeteram a uma Ditadura, os que ainda não pedira, mas que pelo andar da carruagem não falta muito e a Alemanha.
Onde é que eu já vi isto em moldes um pouco diferentes?
Ah já sei foi na segunda guerra mundial...
Parece que o império dos 1000 anos não foi aniquilado, simplesmente diz um intervalo e voltou agora renovado e em força.
E ironicamente aplicam malevolamente a frase de Winston S. Churchill “nunca tantos ficaram a dever tanto a tão poucos”...


                             Vejam Bem José Afonso
Vejam bem
que não há só gaivotas em terra
quando um homem se põe a pensar
quando um homem se põe a pensar
Quem lá vem
dorme à noite ao relento na areia
dorme à noite ao relento no mar
dorme à noite ao relento no mar
E se houver
uma praça de gente madura
e uma estátua
e uma estátua de de febre a arder
Anda alguém
pela noite de breu à procura
e não há quem lhe queira valer
e não há quem lhe queira valer
Vejam bem
daquele homem a fraca figura
desbravando os caminhos do pão
desbravando os caminhos do pão
E se houver
uma praça de gente madura
ninguém vem levantá-lo do chão
ninguém vem levantá-lo do chão
Vejam bem
que não há só gaivotas em terra
quando um homem
quando um homem se põe a pensar
Quem lá vem
dorme à noite ao relento na areia
dorme à noite ao relento no mar
dorme à noite ao relento no mar
ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS...NÃO HÁ? A BRIGADA VAI-SE MUDAR PARA UM PAÍS DEMOCRÁTICO... O PROBLEMA É DESCOBRIR UM

Sem comentários: