As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Carta aberta aos senhores da Troika

Caros Bloguistas Militantes
Tínhamos de desabafar!Tínhamos de escrever aos senhores da Troika! retomamos dentro de um ou dois dias o tema que está a contribuir para o Orçamento de Estado som o tema "Quando o mar bate na rocha".
Carta aberta aos senhores da Troika
Caros senhores da Troika
Espero que esta vos encontre bem. Nós por cá todos bem, excepto a nível Financeiro, mas isso vós já deveis ter dado por isso, muito melhor que nós (leia-se o Teixeira dos Santos já vos disse).
Já que todos vos escrevem cartas directamente, vimos nós também fazer o mesmo.
Ao contrário do PCP e do B.E., que vos olham, a vós Troika, como se do diabo se tratasse, o que nós achamos estranho, porque sendo eles ateus e agnósticos, não deviam acreditar no céu ou no inferno, mas vamos lá nós entender as contradições daqueles dois partidos que se dizem de esquerda anti-capitalista. Nós não diabolizamos, nem a Troika, nem o PCP, nem o B.E., só chamamos os bois pelos nomes. Não queremos também imitar o PSD, que com a sede de poder que tem, resolveu deitar abaixo. E nessa ânsia cega, foi o governo ao ar, ao terem chumbando o tal de PEC4, isto para, minuto e meio depois do sucedido (minuto e meio pois foi o tempo de encontrar o primeiro jornalista para dar uma conferência de imprensa), dizer que concordam com todas as medidas propostas por Bruxelas, que por acaso e por coincidência se chama PEC4, Mas o PSD quer ir ainda mais longe, nos cortes cegos.

Aqui para nós, senhores da Troika, devem ter dado uma motosserra nova ao Pedro PASSOS COELHO, porque o homem só quer cortar, cortar, cortar; também lhe devem ter prometido um cargo num banco qualquer, porque além de cortar, o homem só quer privatizar, privatizar, privatizar.
Resumindo, o PSD baralhou e quer tornar a dar cartas do mesmo valor, só que em vez de dar o duque de paus dá o de espadas, em vez da sota de ouros dá a de paus, e em vez da dama de copas dá a de ouros. Não! Nós também não queremos imitar isso.
Podem ver, senhores da Troika, quão peculiar é o nosso país, somos uns pândegos, fazemos e temos de tudo para agradar a toda a gente, menos os tipos que por cá moram, esses são considerados como os pinguins do filme "MADAGÁSCAR", pois é sorrir e abanar, sorrir e abanar, como não queremos ser meros figurantes, e temos a certeza que quem vai pagar somos nós. Ao contrário do que diz a Dr.ª Ferreira Leite "quem paga é quem manda", nós, ao invés disso, não mandamos népia e pagamos muito.
Achamos que os Portugueses deveriam estar unidos, que devia existir uma unidade nacional, pois como vimos escrito numa parede ali do Bairro Alto em Lisboa (Vós, da Troika, que já cá estáides há tanto tempo, não sabemos porque é que ainda ninguém, daqueles que vos acompanham, que vos estão a dar os dados para vocês nos darem a talhada, não compreendemos como é que ninguém vos levou a ouvir um faduncho e beber um copo, depois dizem que vocês são maus, nós também seriamos maus se viéssemos trabalhar para Portugal e não nos mostrassem o Bairro Alto), mas dizíamos nós, como está escrito, na parede ali para o Bairro Alto: " Unidos venceremos, desunidos cairemos", isto estava em inglês, mas acho que assim vós percebeis melhor.
Apresentaram-nos hoje, vocês da TROIKA, um plano que é um plano de... bom digamos um plano que é comparável ao que fizeram com os países africanos nos anos 80 do Sec. XX e que agora estudamos na faculdade como sendo um desastre da vossa parte.
Caros Troikistas,
Não se deve oprimir um povo e sair impunemente, sejam vocês da Troika, das baldroikas, sejam políticos ou o que quer que sejam.
Não se pode fazer isso a um povo da Terra, nem a dois, nem a três e esperar que nada aconteça.
Estamos já no Sec. XXI, já devíamos ter interiorizado que um avanço civilizacional completo, tem de ser para todos e não só para alguns.
Já deveríamos estar naquela fase em que o dinheiro já não serve para nada, nem para trocas comerciais, bom também, se assim já fosse, vocês não estariam cá a fazer nada.
TROIKISTAS, vós vindes cá impor as regras que aprenderam nas Universidades, mas nada, mesmo nada nos garante a todos nós, que vós apreendesteis a matéria toda que vos foi dada nessas Escolas, que o programa das cadeiras que estudaram foi todo cumprido, que vocês não eram uns cábulas,e nada nos garante que se vós estáides no lugar onde estais nada, mas mesmo nada nos diz que vocês não são uns seguidistas políticos, vulgo lambe-botas.
O FMI, há muito que não tem ideias imaginativas para resgatar economias, o pacote de medidas é quase sempre o mesmo, (lá está do curso de economia, só retiveram essa solução, que deve se a que tinham nas cábulas para o exame oral) e depende da força que os vários governos possuem, para vocês decidirem qual a chapa a aplicar, se o pacote standard todo ou parte dele.
Se o governo é fraco e o país não tem influência,aplica-se a Chapa 1.
Se o governo é forte e o país não tem influência,aplica-se a Chapa 2.
Se o governo é forte e o país tem influência,é ele que manda aplicar as chapas.
A negociação é só um pró-forma para dar a ilusão democrática à coisa.
É que bem vistas as coisas, nem nós, nem 99% dos portugueses, mesmo os que têm cursos de economia, possuem qualquer informação fidedigna para dizerem se querem ou não ajuda externa, qual o montante a pedir, e, vamos mais longe, não percebem o que se está a passar, e aquilo que a maior parte dos portugueses afirma não é mais que um papaguear do que ouvem na TV através dos Telejornais generalistas.
Os que vão um pouco mais além nas opiniões e que frequentaram um curso de Economia, os que consultam os jornais económicos, ouvem e vêem as notícias e programas económicos, já possuem uma ideia mais pormenorizada do que se está a aproximar e do que é previsto acontecer.
Mas, a grande maioria, aponta a solução que ouve na TV, e diz, resignadamente, que não há outra solução.
Somos mesmo portugueses, não pensamos, não reflectimos ou recusamos a reflectir, que se sairmos da nossa zona de conforto, vemos que as medias a serem tomadas poderiam ser outras.
Algumas soluções apontadas são positivas, tanto as apontadas pelos partidos de esquerda, outras pelos partidos de direita, outras pelo governo e outras pela Troika (sim, porque nem tudo o que eles propõem é mau); o certo mesmo é que apesar de todos apontarem soluções positivas, se fizermos uma miscelânea, vemos que poderíamos aprofundar muito mais as medidas, sermos muito mais duros, com um pequeno pormenor que parece uma aparente contradição, é que tudo isto poderia ser feito sem fazer doer a todos os Portugueses.
Como? A solução ou parte dela, nós já apontámos aqui no nosso blogue, a maior parte dessas medidas, são exequíveis. Não estamos a falar do radical "Não se paga, não se paga", mas todas as outras que fazem parte do Tema "Quando o mar bate na rocha", que é um contributo para o Orçamento de Estado e para sairmos da crise.
Mas existe, democraticamente, uma situação à qual não podemos fugir, é que se somos realmente democratas, e virmos esta actuação dos nossos políticos, o certo, é que nem nós, nem nenhum dos cidadãos eleitores portugueses, se pronunciaram, para que fosse negociada uma dívida e um empréstimo, que nos vai comprometer para o futuro, que se encetasse uma negociação, com uns senhores que são uma entidade abstracta, que não foram eleitos, que não se sabe bem a quem respondem, e quanto a nós o processo não é democrático ou melhor não está a ser democrático, pois a negociação com a TROIKA vai mexer em todas as matérias da vida nacional, vai mexer na vida de todos nós no presente e num futuro próximo e no futuro mais longínquo, e não demos mandato a nenhum político para que isso acontecesse.
Nem nós do blogue, nem vós portugueses, demos o nosso consentimento, através de consulta/referendo, para se legitimar, o que se está a passar. É que caso se tenham esquecido, não temos Governo, temos um Governo de gestão, não temos Assembleia em funções, ela foi dissolvida, os únicos órgãos de soberania que estão em funções plenas, são o Presidente da República e os Tribunais.
Ora nem a um, nem a outro lhes foram conferidas qualquer legitimidade para negociar, sobre esta matéria e a verdade é que não o estão a fazer.
Os partidos políticos também não possuem essa legitimidade para negociar, pois se mandato existisse ele cessou quando o Presidente dissolveu a Assembleia, os seus mandatos e legitimidade também foram dissolvidos.
O facto de a Troika querer, à viva força, mascarar de legítima a negociação, chamando a reunir com eles o Governo que está demissionário e é de gestão, os partidos políticos aos quais lhes foi retirado o mandato (relembramos que estamos todos a preparar-nos para novas eleições) não temos dúvidas, que tal negociação não pode ser legitimada.
Mas também não faz mal, pois estamos na república das bananas, governados por nabos eleitos por burros, preguiças e afins…

Caros Troikistas, vão fazer-nos passar as passas do Algarve, a um povo que por culpa própria, se colocou a jeito, que foi mal governado por políticos que ajudámos a eleger ao longo de anos e anos, mal administrados por uma administração central e local que não vê os cidadãos como amigos.
Apanharam a jeito, um povo amórfico, que vive na ilusão de uma revolução de 1640, de uma revolta liberal, de uma mudança de regime de 1910, de um golpe de Estado de 1926, de uma Revolução de 1974...que tarda em acontecer.
Um povo que pensa que virá um dia um Rei, um Soldado, um Republicano, um Ditador, um Líder que vai colocar de novo isto sobre rodas.
Os mercados fizeram tanto barulho, disseram tão mal de nós, para vocês nos poderem dizer que nós, afinal (empurrados e entalados por vós) tínhamos mesmo necessidade de vos pedirmos emprestado, um dinheiro que vocês queriam à viva força nos emprestar. Mas tanto barulho só para o FMI nos emprestar só 26 mil milhões de euros... além de não se saber quanto isso não irá render em juros... fizeram afinal tanto barulho só para encherem os bolsos.
Além disso, desse dinheiro que nos vão emprestar, 12 mil milhões vão "emprestadar" aos bancos, que é como quem diz, vão gastar em PUT** e Vinho verde.
Vinho verde esse, que o quão pouco tempo que vocês da Troika cá estão, nem tiveram tempo paa o poder provar e saber o que é bom.
Vocês, da Troika, vieram para cá formatados, com o uma e uma só ideia, vieram tal como um robot que não pensa e tem directivas e são elas que querem e vão aplicar.
Já fizeram o programa do governo.
Qual?
Para vocês não importa, o governo que vier será uma marionete nas vossas mãos.
É por isso que no dia 5 de Junho de 2011, todos os portugueses vão ter a síndrome da Zebra, que não sabe bem se é Branca com listas negras, se é Negra com listas brancas. Who cares? Desde que a Zebra seja vossa. Começo a pensar se a criança não tem razão em dizer que a Zebra é um burro de pijama.
Sim! Vós da Troika aproveitaram-se de nós, que não sabemos para que lado estamos. E vocês, Troika, disseram-nos que tinham uma bússola e que nos mostravam um caminho, mas convenhamos, vocês, Troika, estão tão perdidos e desorientados como nós...MAS EM TERRA DE CEGOS, QUEM DIZ QUE TEM OLHO É REI, e vocês disseram que tinham um e agora reinam.
Nós ficaremos cá a pagar enquanto que vocês estarão num paraíso tropical qualquer a gozar os bons ares do mar do sul. C'est la vie.


Tarde em itapuã

Um velho calção de banho
Um dia prá vadiar
O mar que não tem tamanho
E um arco-íris no ar...

Depois, na Praça Caymmi
Sentir preguiça no corpo
E numa esteira de vime
Beber uma água de côco
É bom!...

Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã...(2x)

Enquanto o mar inaugura
Um verde novinho em folha
Argumentar com doçura
Com uma cachaça de rolha...

E com olhar esquecido
No encontro de céu e mar
Bem devagar ir sentindo
A terra toda rodar
É bom!...

Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã...(2x)

Depois sentir o arrepio
Do vento que a noite traz
E o diz-que-diz-que macio
Que brota dos coqueirais...

E nos espaços serenos
Sem ontem nem amanhã
Dormir nos braços morenos
Da lua de Itapuã
É bom!...

Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã...(2x)

ELE HÁ CARGAS FANTÁSTICAS. NÃO HÁ? A BRIGADA COM TANTA FALTA DE CONSIDERAÇÃO ESTÁ A PONDERAR EM IMIGRAR E DEIXAR PASSAR ESTA ONDA DE LOUCURA.

Sem comentários: