As minhas cachadas no Geocaching

Profile for jpngi

domingo, 6 de julho de 2008

Fungágá da bicharada

Caros Bloguistas Militantes

A nossa Brigada hoje para o blogue "A razão tem sempre cliente", um blogue sarcástico sobre o nosso dia a dia no planeta em particular mais atento a este nosso cantinho sempre com razões tão pululantes. Aqui vai o destaquem do chefe para hoje http://razao-tem-sempre-cliente.blogspot.com/ Basta clicarem em cima do link para lá irem visitá-lo

Caros Bloguistas Militantes

O ano passado, este nosso Portugal á beira mar plantado, bateu o "record" de abandono de animais.

Quando digo Portugal, o nosso país, não me refiro ao território... não é o território que abandona animais, somo s todos nós... o povo.

Digo isto para não vermos as coisas como frias estatísticas... não... nada disso... sou eu, tu ou o que está ao teu lado, o teu colega de escritório, o que se senta ao teu lado no autocarro, o dono do café onde vais, etc... etc... sim são estes que abandonam os animais.

Melhor dizendo, nós é que somos animais... bom se calhar nem tanto porque os animais não fariam isso... resumindo somos uns trastes...

Esta notícia deixa-me triste e consternado (seja lá o que for o que consternado signifique, verifique no dicionário através do Google, o certo é que fiquei), mas não me espantou nada pois o nosso país também é um daqueles que tem um triste "record" de abandono de crianças.

O que são os animais mais que as crianças? Se abandonamos crianças os animais também tem o direito de ser abandonados.

Estes dois exemplos são bem reveladores do tipo de sociedade que estamos a viver, dos valores que já destruímos ou perdemos...

E caros bloguistas militantes, se isto é que é chamada a "Sociedade evoluída", uma sociedade que não respeita crianças, animais, plantas, então rejeito veementemente esta evolução, não sei por onde vou só sei que não vou por aí como diria o poeta José Régio.

Se esta é a evolução da sociedade, mais vale o retrocesso. Pois esta evolução é lenta e progressiva de autoaniquilamento da própria sociedade.

Reparem bem já nem os nossos direitos respeitamos, e se não respeitamos os nossos como é que respeitaremos tanto os animais como as crianças que tem direitos proclamados internacionalmente?

Para nos lembrarmos delas, fizemos os dias internacionais das crianças e dos animais, 1 de Junho e 4 de Outubro respectivamente.

Mas esperem lá, devo estar enganado, é que pelo menos nos últimos tempos, as coisas devem ter mesmo mudado, é que quem tem esses tipos de direitos e dia internacional consagrado seja para estarem marcados para serem molestados.

Existe uma frase que é atribuída não sei a quem que diz: "A evolução de uma sociedade -se pela maneira como tratam os seus animais.

Portanto a alinhar por esta bitola, a nossa sociedade não passa de uma sociedade australopiteca, com as minhas desculpas para os australopitecos, porque acho que não tratavam tão mal os dinaussauros (também já viram o tamanho dos bichos... imaginem); mas julgo que tratavam melhor da natureza e dos seus que qualquer presente homo sapiens.

Caros Bloguistas Militantes, faz 5 ou 6 anos que fiz uma visita ao canil/gatil da câmara de Lisboa, e vim de lá angustiado, não só pelas condições (embora o canil/gatil esteja muito melhor do que o que estava, mas o muito melhor não quer dizer que seja o ideal), as condições do canil não são boas, as dos orfanatos também não o são.

Os animais estão no canil/gatil para abate, a menos que alguém os adopte, mais ou menos parecido com os orfanatos , as crianças não estão lá para abate, mas se não forem adoptadas... mais facilmente entrarão na marginalidade que quer queiramos quer não é uma espécie de abate.

Vi no canil/gatil 3 enormes e tristes São Bernardo para abater, só porque tinham sido abandonados pelos donos, já passaram alguns anos, e agora que escrevo ainda os visualizo, a eles e aos de raças mais pequenas que por lá estavam e por esta altura já não devem estar vivos... e confeso-vos ao longo dos anos, cada vez que me lembro, chamo nomes aos donos que os abandonaram... e aqui sublinho foram uns autênticos FDP... mereciam também ser abandonados e ostracizados.

Sabem na altura pensei, fomos o primeiro país a abolir a pena de morte, e afinal é uma mentira tão grande... não abolimos a pena de morte, mudamos-lhe tecnicamente o nome para ABATE.

Somos uns hipócritas, achamos piada aos animais quando são pequenos, e depois quando são mais adultos ou velhos... abandonamo-los.

Também não é novidade, pois também ás crianças nós abandona-mo-las, e aos velhos mandamo-los para um lar...

Bem dizia Júlio César... Ah a Família...

Fungágá da bicharada Letra e música: José Barata Moura (canção infantil)
[refrão]
É o fungágá,
fungágá da bicharada
É o fungágá, fungágá da bicharada
la la la la la la la la ra la la

Vamos falar de animais e de como eles são
Do piriquito do gato e do cão
E outros mais também virão
Talvez uma girafa um macaco ou um leão
[refrão]
Vamos todos aprender como vive a bicharada
O que é um cardume e uma manada
Vamos ver não tarda nada
Quem é que afinal tem a voz bem afinada
[refrão]
Vamos também descobrir uns amigos bestiais
Bem diferentes dos habituais
E vamos rir até não poder mais
Com as palhaçadas dos amigos animais
[refrão]

Ele há cargas fantásticas não há? Na brigada não há trabalho infantil ... E por respeito aos cavalos, hoje a Brigada ataca a pé... ok vai de táxi...

2 comentários:

Humor Negro disse...

Obrigado pela publicidade Napol. O NIB que me deste para te fazer a transferência não funciona. Acho que tem um número a menos. Abraço.

Gio disse...

Os teus posts têm sempre muito de verdade, de criticas justas e certeiras, gosto de vir aqui, este post tocou-me... como me tocam todos os artigos que falem de animais carentes.

Um abraço
La Joconde